quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

A vingança é um dos alimentos do lobo predador que habita nosso coração


Quando carregamos conosco uma mágoa, não devemos nos esquecer que mágoa é algo nocivo e, se é nocivo, quem é que está sendo atingido? Quem está lá longe, ou quem a está carregando? 

A vingança serve apenas para mostrar que estamos julgando a outra pessoa tão superior, que precisamos usar de meios indignos para atingi-la, já que não conseguimos de outra forma, ou seja, quando queremos nos vingar, apenas mostramos que estamos no mesmo nível ou somos piores do que a pessoa que nos atingiu. Além disso, a vingança é um dos alimentos do lobo predador que habita nosso coração e que se manifesta contra nós mesmos, todas as vezes em que deixamos cair o nível de nossas vibrações. E daí, por diante... 

O Amor é sempre a melhor solução, até mesmo quando alguém tenta nos ferir. O Amor incondicional é o melhor remédio para todos os males. Amar quem nos faz o bem é muito fácil, não precisamos aprender. O aprendizado é, justamente aprender aquilo que julgamos difícil e impossível, assim como não ter ressentimento contra alguém que tenha feito algo com o que nos magoamos. Isso, também, é Amor ... por nós mesmos. 

Há sempre uma sabedoria divina por trás das coisas. Nada é injusto, nada acontece por acaso, pois somos exatamente nós mesmos que atraímos tudo o que nos acontece.

A Vida nos dá aquilo que damos a nós mesmos e nossos algozes são os nossos verdadeiros mestres.


Sueli Benko


...

segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Não saber perdoar tem a ver com falta de amor próprio


O perdão, ao contrário do que muitos pensam, não favorece o ofensor. A principal função do perdão é varrer a raiva, o ódio, ou a mágoa e toda energia negativa que acompanha esses sentimentos, quando adentram o coração daqueles que, por alguma razão, sentem-se ofendidos ou magoados por algo ou por alguém.

Quando amamos uma pessoa, acima de tudo, desejamos o seu bem. Quem conhece as consequências desastrosas da mágoa e do ódio, não quer ver um ser amado guardando qualquer um desses sentimentos, caso contrário, haverá de, mais tarde presenciar seu sofrimento.

Da mesma forma, quem se ama de verdade, não deseja a si próprio um futuro de dor e de enfermidade, que é o que, fatalmente, acontecerá se não se livrar desses sentimentos tão perversos, de energias tão maléficas. E o único remédio para conseguir livrar-se desse peso é o perdão.

Portanto, se você não quer perdoar, é porque não se ama, não se dá importância, então, nada faz para evitar as terríveis consequências da mágoa guardada. Se diz que deseja, mas não consegue, talvez até goste de si, mas, não se ama o suficiente para mover céus e terras a fim de conseguir dar-se paz e saúde.

Uma dica para quem deseja, de coração, conseguir perdoar é lembrar-se de que nem todas as pessoas estão galgando o mesmo grau evolutivo. Se você afirma não ser capaz de “fazer o que a outra pessoa fez...”, acredite que, felizmente, você já ultrapassou essa fase. Melhor para você. Sorte sua. A outra pessoa ainda tem muito a aprender...

Por outro lado, pergunte-se “o que fez para atrair tal acontecimento”. Acredita mesmo que, se não tivesse algo a aprender, tal episódio teria acontecido? Se não for para outro aprendizado, o próprio “aprender a perdoar” já seria suficiente. 

Resumindo, se não sinto Amor (com A maiúsculo, mesmo) de verdade por mim mesmo, não me importo com o que possa vir a me acontecer. Então... para que aprender a perdoar, não é mesmo?


(Sueli Benko)

...

sexta-feira, 26 de janeiro de 2018

Sete coisas que afetam a sua Frequência Vibracional


1ª – Os seus pensamentos. Todo pensamento que você possui emite uma frequência para o Universo e essa frequência retorna para a origem, no caso, você! Então, se você tem pensamentos negativos, de desânimo, tristeza, raiva, isso tudo vai voltar para você, por isso é tão importante que você cuide da qualidade dos seus pensamentos e aprenda a cultivar pensamentos mais positivos.

2ª – As suas companhias. As pessoas que estão a sua volta influenciam diretamente na sua frequência vibracional. Se você está ao lado de pessoas alegres, determinadas, você também entrará nessa vibração; agora, se você se cerca de pessoas reclamonas e fofoqueiras, tome cuidado, pois elas podem estar diminuindo a sua frequência e, como consequência, impedindo a lei da atração de funcionar a seu favor.

3ª – Músicas. As músicas são poderosíssimas! Você só escuta músicas que falam de morte, traição, tristeza? Isso tudo vai interferir naquilo que você vibra. Preste atenção na letra das músicas que você escuta, elas podem estar diminuindo a sua frequência vibracional. E lembre-se: você atrai para sua vida exatamente aquilo que você vibra.

4ª – Coisas que você assiste. Quando você assiste muitos programas que abordam desgraças, mortes, traições, seu cérebro aceita aquilo como uma realidade e libera uma química no seu corpo, fazendo com que sua frequência vibracional seja afetada. Assista coisas que façam bem e ajudem a vibrar numa frequência elevada. Tome cuidado com o conteúdo que você coloca na sua mente!!!

5ª – O Ambiente em que você fica. Seja na sua casa ou seu trabalho, se você passa grande parte do tempo num ambiente desorganizado, sujo, feio, isso também afetará a sua frequência. Melhore o que está a sua volta, organize e limpe o seu ambiente. Mostre ao Universo que você está apto a receber muito mais. Cuide do que você já tem.

6ª – O que você fala. Se você reclama ou fala mal das coisas e das pessoas, isso afeta a sua frequência vibracional. Para você manter a sua frequência elevada é fundamental que você elimine o hábito de reclamar e de falar mal dos outros. Então evite fazer dramas e vitimizar-se. Assuma a responsabilidade pela sua vida.

7ª – Gratidão. A Gratidão afeta positivamente a sua frequência vibracional; esse é um hábito para você incorporar agora mesmo na sua vida. Comece a agradecer por tudo, pelas coisas boas e ruins, pelas experiências que você já vivenciou. A gratidão abre às portas para que as coisas fluam positivamente na sua vida. Já agradeceu hoje?

Essas são as sete coisas que afetam a sua frequência vibracional, tanto para o seu bem como para o seu mal; se você quer mudar as coisas que acontecem na sua vida, você precisa mudar a sua frequência, caso contrário as situações ficarão se repetindo diversas e diversas vezes.

Só quando você entender e colocar em prática tudo isso, será possível fazer a lei da atração funcionar na sua vida.

Mude a sua frequência para a Alegria! Tenha em mente que semelhante atrai semelhante, vibre positivamente e você atrairá coisas positivas.


(Grupo Experiências Psicodélicas) 

...

quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Ser feliz é a maior coragem


"Ser feliz é a maior coragem.
Todo mundo é capaz de ser infeliz.
Para ser feliz, é preciso coragem -
é um risco tremendo..."
(Osho)

... porque, para ser feliz, é preciso que algumas providências sejam tomadas:

É preciso exterminar conceitos e alterar a ordem das prioridades, não se esquecendo de se colocar no topo, acima de qualquer coisa e de qualquer pessoa, não se esquecendo de que o pior egoísmo é aquele praticado contra si próprio. Para ser infeliz, basta continuar onde está.

É preciso aprender, entender e aceitar os desígnios da alma, mesmo que sejam contra tudo aquilo que a mente insiste em nos convencer. Para ser infeliz, basta continuar surdo ao que o coração diz.

É preciso aprender a valorizar o bom e dar as costas ao que vem para aborrecer. Para ser infeliz, basta gastar o tempo a contemplar problemas e deixar para lá o que não vem a ser.

É preciso apoderar-se de si, em todos os sentidos. Para ser infeliz, basta continuar dando poder ao outro, principalmente ao ferir-se com o que ele fez.

É preciso não querer ser perfeito e aceitar-se exatamente, como se é. Para ser infeliz, basta culpar-se por qualquer desatino e na perfeição pretender viver.

É preciso deixar de fazer cobranças e respeitar o outro como ele é. Para ser infeliz, basta exigir mudanças, sentindo-se no direito de assim querer.

É preciso prestar a atenção na atenção, não deixando que ela se distraia no que não é bom. Para ser infeliz, basta atrair-se por semelhanças àquilo que não se quer ter.

Dentre tanto a aprender, para ser feliz é preciso coragem para não se importar com as opiniões alheias, nem necessitar de reconhecimentos, elogios e considerações. É preciso bancar-se em qualquer situação, amar-se em cada minuto e estar decidido a renascer.


Isso tudo é um pouco do necessário para ser feliz. Nada impossível, acreditem, mas, todos haverão de concordar que... ser infeliz é bem mais fácil. Nada disso é preciso aprender.


(Sueli Benko)


...

domingo, 22 de janeiro de 2017

A Voz que tudo sabe


Um dos meus maiores aprendizados foi distinguir a “voz da alma” da “voz da mente”. Tudo o que está em nossa mente chegou depois do nosso nascimento aqui neste planeta. As coisas da nossa alma estão conosco desde sempre, faz parte da nossa essência, é a partícula, por assim dizer, de Deus em nós. Ela sabe o que é bom e o que não é e tenta, de todas as formas, comunicar-se conosco, mas, sem sucesso na maioria das vezes, pois, para nós é mais fácil e mais cômodo ouvir o que diz a nossa mente, através dos nossos pensamentos.

Saber distinguir o pensamento do sentimento é a chave da felicidade. O pensamento, como por ser ligado à mente, vem da cabeça e o sentimento, que vem da alma, como esta tem seu ponto de ligação conosco na região do coração, vem do peito. Ao fechar os olhos, aquietar-se e voltar-se para dentro de si, qualquer pessoa poderá distinguir a voz de um e da outra, apenas pela direção de onde ela vem.

Quando você tiver que tomar uma atitude e estiver na dúvida sobre fazê-lo ou não, feche os olhos e pergunte à sua alma. Se sentir uma sensação de aperto no peito, não o faça, sob hipótese alguma, mas, se sentir o peito se expandindo e, em seguida surgir uma sensação muito gostosa, de felicidade, vá em frente. Confie! Essa voz não erra nunca!

Por outro lado, para distinguirmos uma simples alegria da verdadeira felicidade, basta sentirmos de onde está vindo a sensação. Se vier da direção da cabeça, é uma alegria, mas, se vier do peito, é felicidade, mesmo. Lembrando que a felicidade origina-se sempre na realização de um sonho.

E, como diz Jean Shinoda Bolen, Saber como escolher um caminho com o coração é aprender como seguir o sentimento intuitivo. 



Sueli Benko

...

domingo, 7 de agosto de 2016

Paz é ausência de drama


Por que fazemos tanto drama, em nossa vida?

Drama no trânsito, drama no trabalho, drama na frente do espelho, drama enfim, por qualquer coisa que não aconteça de acordo com a vontade da nossa cabeça. São dramas que não existem; são apenas acontecimentos normais que podem acontecer a qualquer momento, em qualquer lugar, com qualquer pessoa e que fazem parte da nossa vida. É tudo muito comum!

Mas, o drama é uma herança dos nossos pais, que herdaram dos pais deles, e assim por diante... Desde cedo, com eles aprendemos a dramatizar qualquer acontecimento. Lembro-me de que, quando era criança, via minha mãe chorar em frente ao fogão, todas as vezes que o leite derramava (naquela época, tínhamos que ferver o leite, para que não estragasse, além de eliminar possíveis bactérias). Vemos drama nas atitudes, nas ações e até mesmo na face das pessoas, com seus semblantes azedos quando algo não está de acordo com o que gostaria que estivesse.

Além dos pais, fomos crescendo ao lado das pessoas que faziam drama por qualquer motivo, porque, mesmo sem perceber, qualquer um faz drama por qualquer coisa; exceto quem se dedica a treinar sua mente a não fazê-lo. E, por que não fazê-lo? Simplesmente, porque drama é algo negativo e sua energia bloqueia nossa vida!

Após tomar consciência disso, comecei a prestar mais atenção aos meus dramas. Pensei que não os tivesse, que fosse uma pessoa muito positiva, mas enganei-me. Por exemplo, reparei que faço drama quando irrito-me com pessoas que fazem drama (como se isso também não fosse um drama... rs).

E você? Já reparou nos dramas que faz?...

Agora, aqui estou para dizer que me desafiei a extinguir os dramas da minha vida. Tentarei identificar todos eles, na hora que surgirem, usando os antídotos que a Vida me proporciona, dentre eles, “aceitação” dos fatos, paciência, e um sorriso nos lábios, sempre. 

Tudo isso porque desejo “paz”. Sempre! E paz é, simplesmente, ausência de drama!

Sueli Benko

...

sábado, 6 de fevereiro de 2016

Não "esperar" é a melhor solução



Sob qualquer circunstância, não devemos esperar nada. Quando esperamos algo, estamos criando uma expectativa e, quando criamos uma expectativa, nós nos encolhemos, nos fechamos, e, fechando-nos, não conseguimos enxergar a Vida mostrando-nos soluções, provavelmente bem melhores do que as que imaginamos.

Expectativas também geram ansiedade e ansiedade atrai tudo que não é de se desejar. Quando “esperamos” algo, mesmo que não saibamos, estamos vivendo o futuro e isso, sabemos, é pura perda de tempo, pois o futuro não existe, a não ser no mundo da ilusão. Então, se treinarmos nossa mente para viver somente o presente, ela aprenderá, também a não “esperar” por algo que pode ou não vir a acontecer.

Quanto mais nos soltamos, mais a vida se mostra para nós. Um dia de hoje bem vivido já é a certeza de um amanhã satisfatório, que não precisa ser esperado.
Cada dia é um dia, que devemos, apenas, deixar acontecer...

(Sueli Benko)

...

domingo, 20 de setembro de 2015

O que mais me feria foi o que me libertou


Refletindo sobre tudo que passei nos últimos anos, vejo-me obrigada a admitir que os momentos de felicidade foram inúmeros, mas foram as dores que fizeram todo esse tempo vivido ter realmente valido a pena. Precisei delas para aprender a me livrar delas. Precisei delas para descobrir a força escondida dentro de mim e para conhecer melhor as pessoas que me rodeavam. Precisei delas, enfim, para entender o quão efêmeras elas são, quando temos conhecimento disso, e que sem elas, não teríamos o contraste entre sofrimento e prazer, portanto, a felicidade não teria importância; talvez, nem a notássemos.

Refletindo mais um pouco, percebo que a natureza da dor tem algo a ver comigo. Ela também gosta de um desafio e, quando chega, encara-nos de frente. Somente um olhar duro e não menos desafiante consegue detê-la. E somente a persistência nessa "encarada" pode conseguir afastá-la. É claro que não estou falando das dores físicas, que um simples remédio pode curar, mas falo da dor do ego, esse a quem tanto valorizamos e que tanto nos deixa sofrer. Encarar uma dor é colocar o ego de castigo, é educá-lo, é saber dominá-lo e não deixar que ele nos domine. E... as dores estão aí para isso.

Um brinde de reconhecimento às minhas dores que se foram e às que provavelmente aparecerão, para que eu nunca me esqueça de valorizar e sentir plenamente a minha felicidade, que, na verdade, é a minha eterna essência, pois ela é feita de amor e o amor é o que conduz minha alma!


Sueli Benko

...

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Roupa suja se lava em casa


Diz o dito popular que roupa suja se lava em casa.

Eu também pensava assim, até assistir a uma aula da grande psicóloga Maura de Albanesi, onde ela falava sobre a importância de mantermos uma boa energia em nosso lar. Preocupação, ansiedade, mau humor, discussões, brigas... Tudo isso contamina as boas energias e as transforma em energias negativas. 

E, como semelhante atrai semelhante, a energia quando negativa, somente atrairá tudo que for negativo, ou seja, desconfortos físicos e psicológicos, atraso de vida, falta de recursos, doenças, más influências, etc.

O ideal, logicamente, é “não brigar”, mas, se não houver outro jeito, vá para qualquer local aberto, longe de outras pessoas e, principalmente de sua casa, pois seu lar, apesar de muitos se esquecerem disso, é um santuário. E todo santuário deve ser respeitado.

Muitas vezes, discutimos até mesmo dentro do nosso quarto, local que abriga nosso sono, nosso descanso e nossa recomposição de energia. Que tipo de energia estaremos recebendo ao nos deitarmos? Pensem nisso.


Roupa suja, nesse caso, é melhor levar para a lavanderia.


Sueli Benko

...

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Como conviver com alguém que me irrita


Muitas vezes, uma determinada situação obriga-nos a conviver com alguém que nos irrita e, quando isso acontece, nossa rotina parece tornar-se insuportável. Deparamo-nos com um problema, aparentemente de difícil solução. Porém, se nos lembrarmos de que, cada problema surgido traz consigo um aprendizado necessário, o melhor a fazer é refletir para conseguir decifrar o que temos que aprender com o dito cujo.

No caso da pessoa que nos irrita, sabemos que sempre quando uma surge em nosso convívio, não é nada mais, nada menos, que um espelho que a Vida coloca em nossa frente, para que posamos enxergar aquilo que devemos mudar em nós mesmos, ou seja, algum defeito que temos, pois tudo que nos irrita no outro é algo que também possuímos e, na maioria das vezes, nem percebemos.

O contrário também é válido: tudo que nos desperta uma enorme admiração no outro, trata-se de algo que está nos faltando. Então, já sabemos que será necessário desenvolver em nós mesmos, aquela qualidade ausente. Quando isso acontecer, passaremos a olhar para aquela pessoa com uma admiração normal. 

Analisarmos nossa acentuada irritação e/ou admiração com relação ao outro é uma ótima forma de nos conhecermos melhor.

Mas, voltando à pessoa que nos irrita, precisamos identificar em nossa personalidade, onde é que somos semelhantes a ela. Muitas vezes, não é algo ligado à atitude, mas ao fator ou ao defeito que origina tal atitude ou comportamento. É óbvio que, se efetuarmos essa mudança em nós mesmos, tal pessoa não mais nos causará irritação, ou então, muitas vezes, ela se afastará, pois sua missão conosco estará cumprida.


Então, a melhor coisa a ser feita, quando isso acontecer, é agradecer a oportunidade de crescimento, e não perder tempo, aproveitando tudo isso para mudar e  “crescer”!

(Sueli Benko)

...